terça-feira, 27 de setembro de 2011

REVOLUÇÃO JÁ - Um milhão de pessoas na Avenida Paulista pela demissão de toda a classe política (ainda sem data marcada)

videoTHE BEATLES - REVOLUTION (1968)


É... parece que o povo está acordando.

É... o clima lembra o período que antecedeu a revolução francesa.

O terceiro estado(povo) clama por justiça

.


Só Deus poderá nos ajudar a evitar um agravamento da questão político-social.

Este e-mail vai circular hoje e será lido por centenas de milhares de pessoas. A guerra contra o mau político, e contra a degradação da nação está começando. Não subestimem o povo que começa
a ter conhecimento do que nos têm acontecido, do porquê de chegar ao ponto de ter de cortar na comida dos próprios filhos! Estamos de olhos bem abertos e dispostos a fazer tudo o que for preciso, para mudar o rumo deste abuso.


Todos os ''governantes'' do Brasil até aqui, falam em cortes de despesas - mas não dizem quais despesas - mas, querem o aumentos de impostos como se não fôssemos o campeão mundial em impostos.

Nenhum governante fala em:

1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, 14º e 15º salários etc.) dos poderes da República;


2. Redução do número de deputados da Câmara Federal, e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios. Acabar com as mordomias na Câmara, Senado e Ministérios, como almoços opíparos, co
m digestivos e outras libações, tudo à custa do povo;

3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;

4. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de reais/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.

5. Acabar com o Senado e com as Câmara Estaduais, que só servem aos seus membros e aos seus familiares. O que é que faz mesmo uma Assembleia Legislativa (Câmara Estadual)?

6. Por exemplo as empresas de estacionamento não são verificadas porquê? E os aparelhos não são verificados porquê? É como um táxi, se uns têm de cumprir porque não cumprem os outros? E como não são verificados como podem ser auditados?

7. Redução drástica das Câmaras Municipais e das Assembléias Estaduais, se não for possível acabar com elas.

8. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades; Aliás, 2 partidos apenas como os EUA e outros países adiantados, seria mais que suficiente.

9. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc.., das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;

10. Acabar com os motoristas particulares 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias... para servir suas excelências, filhos e famílias e até, as ex-famílias...

11. Acabar com a renovação sistemática de frota
s de carros do Estado;

12. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc.;

13. Acabar com o vaivém semanal dos deputados e respectivas estadias em em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes;

14. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós que nunca estão no local de trabalho). HÁ QUADROS (diretores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO,
PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE CONSULTORIAS A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES....;

15. Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que servem para garantir aos apadrinhados do poder - há hospitais de cidades com mais administradores que pessoal administrativo... pertencentes Às oligarquias locais do partido no poder...

16. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o Governo, no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar, julgar e condenar;

17. Acabar com as várias aposentadorias por pessoa, de entre o pessoal do Estado e entidades privadas, que passaram fugazmente pelo LEGISLATIVO.


18. Pedir o pagamento da devolução dos milhões dos empréstimos compulsórios confiscados dos contribuintes, e pagamento IMEDIATO DOS PRECATÓRIOS judiciais;

19. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os ladrões que fizeram fortunas e adquiriram patrimônios de forma indevida e à custa do contribuinte, manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente "legais", sem controle, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência aos que efetivamente dela precisam;

20. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efetivamente pelos seus crimes, ad
aptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida;

21. Impedir os que foram ministros de virem a ser gest
ores de empresas que tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos ditos.

22. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu patrimônio antes e depois.

23. Pôr os Bancos pagando impostos e, atendendo a todos nos horários do comércio e da indústria.

24. Proibir repasses de verbas para todas e quaisquer ONGs.

25. Fazer uma devassa nas contas do MST
e similares, bem como no PT e demais partidos políticos.

26.REVER imediatamente a situação dos Aposentados Federais, Estaduais e Municipais, que precisam muito mais que estes que vivem às custas dos brasileiros trabalhadores e, dos Próprios Aposentados.

27. REVER as indenizações milionárias pagas indevidamente aos "perseguidos políticos" (guerrilheiros).

28. AUDITORIA sobre o perdão de dívidas que o Brasil concedeu a outros países.

29. Acabar com as mordomias (que são abusivas) da aposentadoria do Presidente da Republica, após um mandato, nós temos que trabalhar 35 anos e não temos direito a carro, combustível, segurança ,etc.

30. Acabar com o direito do prisioneiro receber mais do que o salario mínimo por filho menor, e, se ele morrer, ainda fica esse beneficio para a família. O prisioneiro deve trabalhar para receber algum benefício, e deveria indenizar a família que ele prejudicou.

''O QUE ME INCOMODA NÃO É O GRITO DOS MAUS, E SIM, O SILÊNCIO DOS BONS'' (Martin Luther King).

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Bem, galera, pra dar um tempinho na política e dar umas risadas, aí vão algumas frases para rir e refletir.
Bração do Barão!






"Fumo maconha, mas não trago. Quem traz é um amigo meu"
(Marcelo Anthony)

"Preguiçoso é o dono da sauna, que vive do suor dos outros"
(Roberto Justus)

"Não me considere o chefe, considere-me apenas um colega de trabalho que sempre tem razão"
(Galvão Bueno)

"Malandro é o pato, que já nasce com os dedos colados para não usar aliança"
(Zeca Pagodinho)

"Os psiquiatras dizem que uma em cada quatro pessoas tem alguma deficiência mental. Fique de olho em três dos seus amigos. Se eles parecerem normais, retardado é você"
(Antônio Palocci)

"Se homossexualismo fosse normal, Deus teria criado Adão e Ivo"
(Gilberto Braga)

"Todo mundo tem cliente. Só traficante e analista de sistemas é que tem usuário"
(Bill Gates)

"Casamento começa em motel e termina em pensão"
(Romário)

"Seja legal com seus filhos. São eles que vão escolher seu asilo"
(Itamar Franco)

"Antigamente, o homossexualismo era proibido no Brasil.
Depois, passou a ser tolerado.
Hoje é aceito como coisa normal...
Eu vou-me embora antes que se torne obrigatório!"
(Arnaldo Jabor)

"Passar a mulher pra trás é fácil. O difícil é passar adiante"
(Eduardo Suplicy)

"O Brasil está igual a carro velho: para subir não tem força, para descer não tem freio"
(Dilma Roussef)

"Se o horário oficial é o de Brasília, por que a gente tem que trabalhar na segunda e na sexta?"
(Dorival Caymi)

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Movimento Popular Contra a Corrupção - 20 de setembro de 2011


O Movimento Popular Contra a Corrupção finalmente rolou, gente! Acredito que muito político lá em Brasília, apesar de ter ouvido da maioria dos colegas centenas de "isso não vai dar em nada" devem ter botado suas barbas de molho. Essa frase também deve ter saído da boca suja de alguns com um certo receio na voz ou no pensamento. Nós, que nos indignamos com a corrupção no nosso querido Brasil, vamos provar para eles que isso é só o começo. Uma caminhada de quilômetros começa com um passo, e acho que hoje demos esse passo com firmeza, e, para os supersticiosos, com o pé direito!
E os corruptos que se cuidem, pois pela repercussão creio que outras cidades sediarão manifestações como essa, e presumo que não seja a única no Rio de Janeiro. Tinha gente do Mato Grosso, Minas Gerais e Teresópolis, entre outras.
Como é peculiar de nossa cultura, alguns se manifestaram contra a corrupção usando fantasias, buzinas, vuvuzelas (as barulhentas de nome feio voltaram) entoando canções de acordo com o contexto do movimento, fazendo um tipo de carnaval fora de época. O símbolo do evento foi uma vassoura com as cores verde e amarela que foi distribuída, levando a entender que a corrupção deve ser varrida do nosso país. Mas esse é o Brasil, um país de povo festeiro, povo que tem fé, que acredita na rapaziada, como dizia Gonzaguinha, numa das músicas executadas pelo carro de som presente, fazendo parte da trilha sonora do Movimento "Todos contra a corrupção". Levamos a coisa a sério na nossa versão.
No início das atividades, um abaixo-assinado em prol do Projeto PLS 204/11 que transforma em crimes hediondos os delitos de corrupção, foi passado para os manifestantes, e eu tive a honra de ser o 12º a assiná-lo.
Alguns discursos foram feitos pelos organizadores, uns eloquentes, outros mais breves e mornos. Mas valeu!
Apesar da Polícia Militar e do Batalhão de Choque estarem presentes, como nossa proposta era pacífica, não houve incidentes.
Talvez poucos lembraram que o Movimento aconteceu exatamente no mês em que o Brasil comemora sua independência. Quem sabe não entraremos para a História também? Dessa vez, libertando o Brasil não de outro país, mas da corrupção.
Calculo que pouco mais de 2 mil manifestantes estiveram presentes, entre eles idosos que ainda acreditam que verão o Brasil mudado. Mas os jovens estudantes também estiveram lá. Que ótimo! Tenho esperança de que eles trabalhem, vivam e estudam num Brasil diferente do atual, mesmo que seja num futuro a longo prazo.... mas que não seja tão longo assim!
Até o próximo passo!

domingo, 18 de setembro de 2011

Manifestação contra a corrupção e a impunidade - dia 20 de setembro - 17:00h - Cinelândia, Rio de Janeiro


No mês passado postei no meu blog a seguinte frase que comunicava minha indignação:

“Que país é este que junta milhões numa marcha gay, outros milhões numa marcha evangélica, muitas centenas numa marcha a favor da maconha, mas que não se mobiliza contra a corrupção?”

Muito bem. Na próxima terça-feira, aqui no Rio de Janeiro, num dos mais tradicionais cenários de manifestações populares, haverá um evento contra a atual política brasileira.
Creio, humildemente, que algumas pessoas que leram meu post podem ter tido vontade de participar da manifestação e posso ter ajudado a incentivar o movimento.
Se a gente ficar pensando que "isso não vai adiantar", então a coisa vai continuar a feder e a agredir nossa respiração. O povo está muito desunido e muito mal acostumado a votar nas "mães-louras" da vida, nos "tiriricas", fazendo nosso país virar uma verdadeira República Circense. É verdade que hoje em dia, votar é escolher entre Aids e câncer, mas o povo precisa se conscientizar, se informar que o objetivo desse movimento não é apoiar o partido tal ou o político fulano, muito menos brincadeira ou coisa de quem não tem o que fazer.
O voto consciente, ou a ausência dele - dependendo da situação - é a única arma que temos para fazer esse país ser menos pior do que já é, então é preciso analisar muito bem em quem vai se votar. Procure o máximo de informações sobre em quem você pretende votar, seja para o cargo que for, e não se deixe influenciar pelas pesquisas pois a maioria delas são feitas por encomenda por gente graúda e veículos de comunicações influentes. Leve seu voto tão a sério quanto aquele curriculum que você manda para alguma empresa se oferecendo para algum emprego.
Analise os partidos e seus históricos. Você tem possibilidades de encontrar alguém que poderá fazer a diferença, pode fazer o correto, pois existe gente com boas intenções no nosso quadro político, gente com coragem.
Mas caso não ache absolutamente ninguém, em última instância anule seu voto!!
Quem acha que a única chance de mudança seria uma outra revolução militar e a volta da ditadura, está sendo completamente equivocado e retrógrado!! Lembre apenas de quanto sangue foi derramado nesse período, injustamente... quanta gente está desaparecida até hoje!
Alguma coisa tem que ser feita, e que seja ordeiramente, dentro da lei, na paz. Por isso, apóio e ajudo a divulgar o movimento da próxima terça-feira, e se Deus quiser estarei presente para registrar o fato.
Você que está lendo, descruze os braços, saia de frente do computador e vamos juntos nessa luta pelo nosso País!


Só a nossa união e o nosso bom senso farão
com que possamos ter um novo logotipo, como este:


quinta-feira, 8 de setembro de 2011

DA SÉRIE "QUE PAÍS É ESTE?" JAQUELINE RORIZ


Mais uma vez a maioria de nossos políticos provam que o que fazem na vida pública é o mesmo que fazem na privada.
Falo da absolvição da deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF). O plenário da Câmara dos Deputados absolveu a corrupta no dia 30 de agosto em votação secreta por 265 votos a 166 e 10 abstenções.
A reportagem da Rede Globo de Televisão produziu um vídeo em que ela aparece recebendo uma alta soma em dinheiro (cerca de 50 mil reais) do delator do mensalão do DEM, Durval Barbosa. A gravação foi feita em 2006, mas foi divulgada no início deste ano.
Os 265 corruptos solidários à colega se aproveitaram do voto secreto, o que considero algo além do imoral. São essas criaturas que votamos para nos representar, já parou para pensar nisso?
Somo a esses 265 os 10 que estiveram em cima do muro, então ficamos com um total de 275 seres repugnáveis.
Em tempo: Jaqueline é filha do político Joaquim Roriz, que teve seu nome envolvido no Escândalo do Mensalão no Distrito Federal, deflagrado a partir da Operação Caixa de Pandora, em 27 de novembro de 2009.
Pelo visto, a falta de ética e de moralidade corre no sangue do clã dos Roriz e acabou contagiando 265 simpatizantes da roubalheira, e detalhe: com o dinheiro do povo envolvido!

Segue um site para você se aproximar das decisões do Congresso Nacional que afetam diretamente a sua vida.
http://www.votenaweb.com.br

DA SÉRIE "QUE PAÍS É ESTE?"

Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata!
Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage.
Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda uma região militar ou uma grande fração.
Um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só par
a justificar o salário, ganha o dobro do que ganha um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional.
Um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone" ou um mero
estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.
O SUS paga a um médico, por uma cirurgia cardíaca com abertura de peito, a importância de R$ 70,00, o equivalente ao que uma diarista cobra para fazer a faxina num apartamento de dois quartos.

Precisamos urgentemente de um choque de moralidade nos três poderes da União, estados e municípios, acabando com os
oportunismos e cabides de emprego.
Os resultados não justificam o atual número de se
nadores, deputados federais, estaduais e vereadores.
Temos que dar fim a esses "currais" eleitorais, que transformaram o Brasil numa
oligarquia sem escrúpulos, onde os negócios públicos são geridos pela “brasiliense cosa nostra”.
O país do futuro jamais chegará a ele sem que haj
a responsabilidade social e com os gastos públicos.
Já perdemos a capacidade de nos indignar.

Porém, o pior é aceitarmos essas coisas, como se tivesse que ser assim mesmo, ou que nada tem mais jeito.

Vale a pena tentar.
Participe deste ato de repulsa!

Pelo amor que você tem ao Brasil, repasse essa mensagem.


DA SÉRIE "QUE PAÍS É ESTE?"

Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata!
Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage.
Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda uma região militar ou uma grande fração.
Um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro do que ganha um professor universitário federal
concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional.
Um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone" ou um mero
estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.
O SUS paga a um médico, por uma cirurgia cardíaca com abertura de peito, a importância de R$ 70,00, o equivalente ao que uma diarista cobra para fazer a faxina num apartamento de dois quartos.

Precisamos urgentemente de um choque de moralidade nos três poderes da União, estados e municípios, acabando com os
oportunismos e cabides de emprego.
Os resultados não justificam o atual número de senadores, deputados federais, estaduais
e vereadores.
Temos que dar fim a esses "currais" eleitorais, que transformaram o Brasil numa
oligarquia sem escrúpulos, onde os negócios públicos são geridos pela “brasiliense cosa nostra”.
O país do futuro jamais chegará a ele sem que haja responsabilidade social e com os
gastos públicos.
Já perdemos a capacidade de nos indignar.

Porém, o pior é aceitarmos essas coisas, como se tivesse que ser assim mesmo, ou que nada tem mais jeito.

Vale a pena tentar.
Participe deste ato de repulsa!

Repasse!

Não seja omisso!

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Projeto estabelece deveres para estudante que desrespeitar professor


Amigos, finalmente apareceu uma figura política rara em nosso cenário: uma deputada que faz jus aos eleitores que a colocaram no plenário. Considero-a um exemplo. Leiam abaixo e concordarão comigo.

Obs: isso não é lobby! rss!

A Câmara analisa o Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), que estabelece deveres para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino. Em caso de descumprimento, o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, encaminhamento à autoridade judiciária competente. A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta como responsabilidade e dever da criança e do adolescente na condição de estudante.

Indisciplina De acordo com a autora, a indisciplina em sala de aula tornou-se algo rotineiro nas escolas brasileiras e o número de casos de violência contra professores aumenta assustadoramente. Ela diz que, além dos episódios de violência física contra os educadores, há casos de agressões verbais, que, em muitos casos, acabam sem punição.

Tramitação O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Com este projeto, certamente muito útil para nossa sociedade, Cida Borghetti torna-se uma boa opção de voto para os paranaenses.

Quem quiser conhecer melhor a deputada e sua carreira, acesse seu site:

http://www.cidaborghetti.com.br